… da partida

Sempre gostei de comboios. Gosto dos carris, das carruagens, dos sons, das cores… É uma das melhores formas de se viajar, uma vez que é possível usufruir de paisagens maravilhosas sem se encontrar trânsito pelo caminho. Assim, não é de admirar que tenha surgido em mim o desejo de fazer um InterRail. Há imenso tempo que o pretendia fazer, talvez desde que soube da sua existência. Depois de algumas tentativas de organização que acabaram por não dar em nada, chega finalmente o ano em que vou pôr a mochila às costas e partir à descoberta desta Europa que está cheia de segredos para contar.

O InterRail, surgiu em 1972 como uma forma de percorrer qualquer país europeu membro do grupo Inter-rail, desde que tenha uma estação de comboio ou apeadeiro. Estas viagens caracterizam-se pelos seus preços reduzidos e pela grande flexibilidade quanto aos itinerários. [Wikipedia]

… da partilha

Nunca tive por hábito partilhar na Internet as coisas que faço, nem os sítios onde vou. No entanto, decidi contar um pouco desta experiência. Para mais tarde recordar. E porque pode ser que alguém considere útil o meu testemunho, ficando também com vontade de partir em viagem. Apesar de estar disponível por aí um número incontável de informações, irei partilhar os preparativos e os detalhes gerais que considero mais importantes, assim como partes da minha viagem em particular. Contudo, é importante ter em mente que as escolhas são pessoais, pelo que devem sempre ser adaptadas ao gosto de cada um. Espero que gostes!

Pouca terra, pouca terra, u-uuu!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *